Falar de lavar as mãos ou lambuzá-las de álcool em 2021 soa, como nunca, chover no molhado. Mas como não retornar ao óbvio? “A segunda onda” é como tem sido denominado o crescimento das curvas de transmissão, no Brasil e no mundo. Além da conhecida disseminação por gotículas contaminadas de secreções da orofaringe, é possível a transmissão por aerossóis, pelo contato com superfícies contaminadas (até então, acredita-se que o vírus possa