Novembro Azul

História

O mês de novembro, o NOVEMBRO AZUL é o mês de combate ao câncer de próstata. Teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina.

Além de disseminar informações importantes é o momento de quebrar o preconceito e falar abertamente sobre a necessidade do homem se cuidar, realizar exames de rotina e acima de tudo, da importância da detecção precoce do câncer de próstata.

A próstata é uma glândula que só o homem possui, localizada na parte baixa do abdômen, um órgão pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto (parte final do intestino grosso). A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada.

O câncer de próstata é considerado um câncer da terceira idade, pois 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos de idade. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida.

Números 2020

O câncer de próstata permanece como uma das principais causas de morbidade e mortalidade no mundo, sendo o tipo de câncer mais comum nos homens e o segundo em mortalidade. Quanto mais precoce o seu diagnóstico, maior a chance de cura da doença.

Estimativa de novos casos: 65.840 (2020 – INCA).

Número de mortes: 15.576 (2018 – Atlas de Mortalidade por Câncer – SIM).

Novembro Azul Med

O que aumenta o risco?

O câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata.

Fase inicial:  Dificuldade de urinar, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata.

Fase avançada: Pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal. 

Idade

Fator de risco importante, uma vez que a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

Histórico Familiar

Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários).

Obesidade

Excesso de gordura corporal aumenta o risco de câncer de próstata avançada.

Dicas de Prevenção do Câncer

O objetivo da prevenção primária: Impedir que o câncer apareça! Isso inclui evitar a exposição aos fatores de risco de câncer e a adoção de um modo de vida saudável.

O objetivo da prevenção secundária: Detectar e tratar doenças pré-malignas (por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino) ou cânceres iniciais.

Uma das regras mais importantes para prevenir o câncer, principalmente os de pulmão, cavidade oral, laringe, faringe e esôfago.

Uma dieta rica em alimentos de origem vegetal, tais como frutas, legumes, verduras, cereais integrais, feijões e outras leguminosas é uma excelente ferramenta para prevenir o câncer, e não só o de próstata.

Uma dieta balanceada e a prática regular de atividades físicas ajudam na prevenção do câncer e não só o de próstata.

Vacine contra a hepatite B, o câncer de fígado está relacionado à infecção pelo vírus causador da hepatite B e a vacina é um importante meio de prevenção deste câncer.

Seu consumo, em qualquer quantidade, contribui para o risco de desenvolver o câncer. Além disso, combinar bebidas alcoólicas com o tabaco aumenta a possibilidade do surgimento da doença.

Evite a exposição entre 10h e 16h, use sempre proteção adequada como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios.

A Importância da Detecção Precoce

A detecção precoce do câncer é uma estratégia para encontrar o tumor em fase inicial e, assim, possibilitar melhor chance de tratamento.

A detecção pode ser feita por meio da investigação, com exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos, de pessoas com sinais e sintomas sugestivos da doença (diagnóstico precoce), ou com o uso de exames periódicos em pessoas sem sinais ou sintomas (rastreamento), mas pertencentes a grupos com maior chance de ter a doença.

No caso do câncer de próstata, esses exames são o toque retal e o exame de sangue para avaliar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico).

Já o diagnóstico precoce desse tipo de câncer possibilita melhores resultados no tratamento e deve ser buscado com a investigação de sinais e sintomas como:

Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.
Sangue na urina.
Dificuldade de urinar.
Diminuição do jato de urina.
Na maior parte das vezes, esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico.

Diagnóstico

O câncer da próstata pode ser identificado com a combinação de dois exames:

Dosagem de psa

Exame de sangue que avalia a quantidade do antígeno prostático específico;

Toque retal

Como a glândula fica em frente ao reto, o exame permite ao médico apalpar a próstata e perceber se há nódulos (caroços) ou tecidos endurecidos (possível estágio inicial da doença). É rápido e indolor, apesar de alguns homens relatarem incômodo e terem enorme resistência em realizar o exame. O toque retal possibilita identificar sinais de doenças na próstata, como prostatite (inflamação da próstata), hiperplasia (aumento da próstata) e câncer de próstata, mas são necessários outros exames para confirmar o diagnóstico, como de urina e sangue (PSA).

Outros exames de imagem também podem ser solicitados, como tomografia computadorizada, ressonância magnética e cintilografia óssea (para verificar se os ossos foram atingidos).

Tratamento

Para doença localizada (que só atingiu a próstata e não se espalhou para outros órgãos), cirurgia, radioterapia e até mesmo observação vigilante (em algumas situações especiais) podem ser oferecidos.

Para doença localmente avançada, radioterapia ou cirurgia em combinação com tratamento hormonal têm sido utilizados.

Para doença metastática (quando o tumor já se espalhou para outras partes do corpo), o tratamento mais indicado é a terapia hormonal.

Fonte: INCA

Ministério da Saúde

Sociedade Brasileira de Urologia

Depoimentos Beneficiários

Roberto Francisco

A primeira vez a gente nunca esquece (rsssss), mas se é necessário, vamos lá, né?

O Dr. me explicou com um sorriso no rosto, qual o procedimento seria realizado: o toque retal. Apesar do receio e muitos preconceitos, fiz. Confesso que achei que seria bem pior.

O Novembro Azul é uma campanha muito importante para a conscientização dos homens que é necessário se cuidar, acompanhar anualmente e realizar todos os exames conforme o médico manda. O homem inteligente e consciente se cuida e não tem vergonha disso.

“Preconceito não tem mais vez nessa geração, cuide-se hoje e sempre”.

Estou com sessenta e sete anos de idade. Aposentado já há três anos. Há cerca de quinze anos faço, anualmente, os exames que avaliam a PRÓSTATA (PSA, Toque Retal, Ultrassonografia). Inicialmente por indicação/orientação/recomendação da Equipe de Medicina e Saúde da Empresa. Posteriormente pela conscientização decorrente do aprendizado adquirido nas consultas e esclarecimentos do Urologista quanto a importância desses exames.

Nos últimos cinco anos, em meus exames periódicos, o Índice do PSA não só ultrapassou o limite superior do intervalo considerado “normal”, como também passou a oscilar, ora aumentando, ora diminuindo. Essa oscilação, considerada anormal pelo Urologista, deflagrou alguns exames adicionais e específicos, visto que os demais exames, Toque Retal e Ultrassonografia, não apontavam qualquer desvio/irregularidade. Mas essa elevação associada a oscilação dos valores do PSA nos últimos exames denunciaram a existência de anormalidades o que justificou uma investigação mais apurada.

O histórico familiar também contribuiu no trabalho de avaliação do especialista. No meu caso, o histórico não é dos piores. Alguns casos de crescimento da Próstata, com necessidade de intervenção cirúrgica ou medicamentosa, mas nenhum com malignidade.

Os exames específicos, que realizamos há exatos um ano, apontaram para um diagnóstico que ensejou por intervenção medicamentosa. Estou, exatamente neste mês, fazendo todos os exames recomendados como “periódico”. Aproveitando a oportunidade, estou refazendo os exames específicos de avaliação da Próstata, realizados em 2019. Vamos avaliar como evoluiu a Próstata nesse período.

Apesar de aposentado, continuo fazendo os exames anuais para avaliação do estado geral de meu organismo. Fruto do que aprendemos nos muitos anos de ELETRONORTE. E quando necessário, iniciar a intervenção (manutenção preventiva) para evitar uma eventual troca de “peças”.

Tenysson Andrade

Eudézio Freitas

Quero registrar a importância de campanhas para despertar no ser humano – HOMEM, sobre a malignidade do câncer de próstata e como se tratado no início pode salvar vidas.

Eu vivi e sobrevivi todas as batalhas desta malignidade, desde as prevenções até a descoberta e por fim a retirada da próstata.

O mais importante é que deste mal eu não morro mais, pois  estou totalmente curado.

Quero destacar também o quanto foi importante todo acompanhamento desde os 40  anos. O PSA cada ano aumentando exponencialmente, quando o urologista num determinado momento disse: Temos que fazer a biopsia! De 12 amostras, 3 deram positivas para o câncer.

Na ocasião o urologista me convidou para uma conversa e esclarecimentos onde disse: Se partimos para esse caminho – cirurgia –  disso você não morre, do contrário isso pode te matar.

Decisão: operar o mais rápido possível! E assim aconteceu…

Por fim, todo homem deve encarar como uma rotina, fazendo a prevenção/ acompanhamento todos os anos.

Esqueçam o tabu, afinal já estamos no século XXI.

Trabalhei na Eletronorte durante 42 anos. Sempre fui muito cuidadoso com a minha saúde, realizando os exames médicos periodicamente. Até porque a Empresa dispunha de um Plano de Saúde Extraordinário, abrangendo todas as especialidades, com uma modesta participação dos empregados nos custos.

Em julho de 2007, quando da realização dos exames periódicos, foi detectado 01 Nódulo no rim esquerdo, no exame de ecografia. Mesmo antes de se realizar a biópsia, o médico não teve dúvidas de que se tratava de câncer. Imaginem o susto. Eu não tinha nenhum sintoma, nenhum sangramento na Urina. Aparentemente estava ótimo.

No dia seguinte fui operado, tendo sido retirado parte do rim e não foi necessário a realização de quimioterapia e nem de radioterapia. Vejam a importância da realização de exames preventivos. Não fora o periódico, se a doença tivesse sido descoberta tardiamente, talvez eu não estivesse aqui dando este depoimento. Era um Câncer silencioso…

Quero registrar a importância do PPRS e o fundamental apoio das Assistentes Sociais, da família e dos amigos, que não mediram esforços para a minha pronta recuperação e o retorno ao trabalho firme e forte.

Vejam (ao lado) a linda mensagem que recebi da amiga Ediléia, quando do retorno ao trabalho, onde fui calorosamente recebido por todos da Assessoria de Comunicação da Empresa. Isso não tem preço. 

Desde os 40 anos de idade realizo os exames urológicos, inclusive com a realização do toque, que segundo os médicos é um dos métodos mais eficazes para a descoberta do câncer de próstata precocemente. Nunca tive nenhum preconceito, pois a saúde para mim estava em primeiro lugar. Até porque, trata-se de um exame rápido e sem maior desconforto. O desconforto é um Mito.

Me aposentei em dezembro/2017 e continuei realizando os exames médicos periodicamente, pois eu sempre tive a clareza de que qualquer doença, especialmente o câncer de próstata, sendo detectada no início, o índice de cura é muito grande.

Em dezembro de 2019, já aposentado, novamente quando da realização dos exames periódicos, face o meu PSA estar elevado, foi solicitado a realização de uma ultrassonografia, cujo resultado apontou uma grande possibilidade de ser câncer de próstata. Novamente rezei para todos os Santos e tive uma conversa importante com Deus: agora Deus, após tanta luta, tanto trabalho, já aposentado, com a vida organizadinha, vai me levar? Faça isso não…

Tomei antibiótico para combater a infecção e aguardamos passar um pouco a pandemia para a realização da biópsia, que foi realizada em setembro de 2020. Foi um período difícil e de muita expectativa, até a realização do exame, que seria a prova dos nove.

Resultado: Negativo! Estou com o PSA dentro da normalidade e com vida normal. Urru…

Registro aqui o importante apoio que recebi da EVIDA, especialmente da Amiga e Diretora Carleuza, que tudo fez para a agilização dos procedimentos,  me transmitindo, a todo tempo, Força e Fé, tão necessários nesses momentos.

Foi reforçado pelos médicos, amigos e pela minha família: Faça exames periodicamente, pois se a doença for diagnosticada no início, tudo será mais fácil.

Continuarei realizando os exames periódicos anualmente, agora a cada janeiro, quando do meu aniversário.

Deixo a mensagem aos “Machões” de plantão: Façam exames periodicamente, inclusive urológicos. Deixe o médico “bulir” em você. Não vai doer nadinha e você terá o controle da sua Saúde e da Sua Qualidade de Vida.

Minha Meta: chegar aos 90 anos inteiro. “Cavalgando”….

Zenon Pereira